Prestação de contas e reembolso no retorno de uma viagem de negócios

669

Written by:

Geralmente as empresas privadas trabalham com limites de despesas de viagem para seus executivos. Esses limites estão definidos em sua política de viagens. Já os órgãos governamentais costumam trabalhar com diárias que incluem todas as despesas com a alimentação, locomoção terrestre e hotel. Nesse segundo caso o viajante não precisa apresentar notas ou comprovantes, anão ser que os gastos ultrapassem o limite estabelecido.
Cada viajante que deve prestar contas necessita guardar todos os comprovantes de despesas e cartões de embarque, já que essa dinâmica de prestação de contas muda de acordo com a política da empresa e suas regras internas.
Nesse contexto, um tema muito debatido é o de passagens aéreas não voadas pelos gestores, que tem o controle nesse caso. Cabe à TMC a solicitação à empresa aérea para a devolução do trecho não utilizado, deduzindo taxas e multas. A TMC também pode apresentar relatórios de trechos não voados.
Quando uma viagem é cancelada o viajante comunica o fato à agencia ou ao fornecedor para que seja feito o reembolso parcial ou integral do valor pago.

Last modified: setembro 30, 2015

Comments are closed.